Exemplos Visuais de Garantias Improcedentes - Garantia Expressa








Velas de Ignição

Vela em condições normais de uso

Fuliginosa (carbonização seca)



Descrição

O pé do isolador, os eletrodos e a cabeça da vela cobertos por uma camada fosca de fuligem pretaaveludada (seca).


Motivo

- Carburador regulado com mistura rica.
- Filtro de ar sujo.
- Afogador automático com mau funcionamento.
- Afogador manual puxado por longo tempo.
- Uso de combustível fora da especificação.
- Motor funcionando em baixa rotação por tempo prolongado.
- Ponto de ignição atrasado.
- Uso de vela incorreta – vela muito fria para o tipo de motor.

Oleosa (carbonização oleosa)



Descrição

O pé do isolador, os eletrodos e a carcaça apresentam-se cobertos por uma camada fuliginosa, brilhante, úmida de óleo e por resíduos de carvão.


Motivo

- Em motores de 2 (dois) tempos – óleo em excesso na mistura.
- Em motores de 4 (quatro) tempos – óleo em excesso na câmara de combustão.
- Guias de válvulas, cilindros e anéis do pistão estão gastos.

Resíduos leves de chumbo



Descrição

Resíduos amarelo-escuros no isolador. O pé do isolador coberto por uma fuligem amarela-clara, aspecto de fosca a brilhante.


Motivo

- Aditivos antidetonantes no combustível, como tetraetila e tetrametila de chumbo.

Resíduos grossos de chumbo



Descrição

O pé do isolador apresentase parcialmente vitrificado e de cor amarelo-marrom.


Motivo

- Aditivos antidetonantes no combustível, como tetraetila e tetrametila de chumbo.
- A vitrificação denuncia a fusão dos resíduos sob condições de forte aceleração do veículo.

Resíduos / Impurezas



Descrição

Camada cinza grossa no pé do isolador, na câmara de aspiração e no eletrodomassa, de estrutura fofa e até cheia de escórias.


Motivo

Aditivos do óleo ou do combustível deixam resíduos incombustíveis na câmara de combustão (pistão, válvula, cabeçote) e na própria vela. Isso ocorre especialmente em motores com um consumo de óleo acima do normal, ou quando se utiliza combustível de qualidade inferior.

Superaquecimento



Descrição

Eletrodo central fundido parcialmente.


Motivo

- Combustão por incandescência causada por temperaturas extremamente elevadas na câmara de combustão em decorrência, por exemplo, de uso de vela muito quente.
- Resíduos na câmara de combustão.
- Válvulas defeituosas.
- Ponto de ignição muito adiantado.
- Mistura muito pobre.
- Sistema de avanço do distribuidor com defeito.
- Combustível de má qualidade.
- Vela mal apertada.

Eletrodo central fundido



Descrição

Eletrodo central completamente fundido, possível trinca no pé do isolador e eletrodo-massa parcialmente fundido.


Motivo

- Superaquecimento do eletrodo central, que pode trincar o pé do isolador.
- Combustão normal com detonação ou ponto de ignição excessivamente adiantado.

Eletrodos central e massa fundidos



Descrição

Eletrodo central completamente fundido, possível trinca no pé do isolador e eletrodo-massa parcialmente fundido.


Motivo

- Combustão por incandescência causada por temperaturas extremamente elevadas na câmara de combustão em decorrência, por exemplo, de uso de vela muito quente.
- Resíduos na câmara de combustão.
- Válvulas defeituosas.
- Ponto de ignição muito adiantado.
- Mistura muito pobre.
- Sistema de avanço do distribuidor com defeito.
- Combustível não especificado para o tipo de motor.

Desgaste excessivo do eletrodo central (erosão)



Motivo

- Não observância do tempo recomendado para a troca das velas conforme manual do fabricante do veículo.

Desgaste excessivo dos eletrodos-massa e central (corrosão)



Motivo

- Presença de aditivos corrosivos no combustível e óleo lubrificante. Esta vela não foi sobrecarregada termicamente, não se tratando, portanto, de um problema de índice térmico.
- Depósitos de resíduos provocam influências no fluxo dos gases.

Pé do isolador trincado



Motivo

- Dano causado por pressão no eletrodo central como conseqüência do uso de ferramentas inadequadas na regulagem da folga. Exemplo: abrir os eletrodos com uma chave de fenda.
- Corrosão do eletrodo central por aditivos agressivos no combustível.
- Depósitos de resíduos de combustão entre o pé do isolador e o eletrodo central.

Eletrodo central danificado ou com distanciamento irregular



Motivo

- Utilização de ferramenta inadequada ou procedimento indevido na regulagem da folga.

Mancha corona



Motivo

- É o surgimento de uma mancha escura no isolador cerâmico da vela de ignição devido à aderência de pequenas impurezas na região do isolador junto à carcaça.
- Esta atração ocorre por conta da formação de um campo elétrico próximo à extremidade de um condutor sobrecarregado.

Efeito flash over



Descrição

Surgimento de trincas no isolador cerâmico da vela de ignição.


Motivo

- Ocorre devido à mancha corona, que encontra condições suficientes para causar uma completa descarga elétrica que se estende por toda a superfície do isolador. Ocorre quando os eletrodos da vela estão gastos ou com o uso de cabo de ignição de má qualidade, deteriorado ou danificado.

Isolador cerâmico quebrado ou trincado



Descrição

Surgimento de trincas ou quebras no corpo do isolador cerâmico da vela de ignição.


Motivo

- Esta trinca ou quebra está relacionada à aplicação de força excessiva no sentido transversal, devido à utilização de ferramenta inadequada ou manipulação indevida da ferramenta.

Presença de vela não-Bosch no conjunto



Motivo

- Presença de vela não-Bosch no conjunto.






Todas as informações e prazos contidos neste material podem ser alterados sem prévio aviso.