chip boi pecuaria precisão

Pecuária de precisão: entenda o que é e como colocá-la em prática

Embora ostente o maior rebanho bovino para fins comerciais do planeta, o Brasil ainda tem muito a trabalhar quando o assunto é produtividade na pecuária de corte. O país tem mais de 214 milhões de cabeças de gado, o que equivale a um quinto da população existente no mundo, de acordo com a Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carnes (ABIEC). Sendo assim, se comparado aos Estados Unidos, o Brasil tem um montante maior, mas produz menos carne. 

Então, como tornar o setor mais competitivo? Um dos caminhos é o investimento em tecnologia — mais especificamente na pecuária de precisão, para melhorar a eficiência e a taxa de desfrute da produção. Neste artigo, a Bosch traz um panorama sobre esse segmento, o poder das máquinas e sistemas tecnológicos e muito mais. Continue a leitura!

O que é pecuária de precisão?

O termo pecuária de precisão se refere ao uso de tecnologias para o gerenciamento, a partir da automatização, do monitoramento e controle em tempo real da produção/reprodução, saúde e bem-estar do animal além do impacto ambiental da pecuária. A ideia é tornar o desenvolvimento de rebanhos mais eficiente e a tomada de decisões a respeito da produção pecuária mais confiável.

Ela se diferencia da pecuária tradicional, que, na maior parte das vezes, usa as decisões baseadas na experiência e percepção do produtor. A pecuária de precisão permite, por exemplo, a identificação e medição de consumo de água e alimentos, comportamento alimentar, atividade e até mesmo a posição em que os animais se encontram no pasto. 

Plataforma Pecuária Precisão Bosch

As informações obtidas por meio das tecnologias e dos sensores são aliadas ao processo e trazem indicadores sobre a produção e fisiologia do animal. Consequentemente, isso ajuda os produtores a:

⦁ determinar como está a atividade na fazenda;

⦁ entender o que precisa ser melhorado para aumentar a eficácia do uso de insumos e a qualidade dos produtos agropecuários;

⦁ reduzir gastos;

⦁ otimizar o trabalho dos colaboradores. 

Qual é a importância dessa tecnologia para o futuro da pecuária?

O aumento da população e a necessidade de uma produção maior de alimentos em um espaço menor fazem com que a procura pelo uso de tecnologias aumente. Pensando nisso, a pecuária de precisão precisa aperfeiçoar o processo de administração do rebanho justamente para atender à demanda crescente por alimentos. 

Um relatório da Organização das Nações Unidas (ONU) estima que, se os hábitos de consumo da população atual continuarem no mesmo ritmo, em 2050 haverá uma demanda de 60% a mais de alimentos, sendo a proteína da carne um dos principais produtos.

Nesse caso, o uso de tecnologias avançadas é uma maneira de garantir um futuro na atividade e a disposição de alimentos de qualidade a um preço acessível. Entre outros benefícios, existem: 

⦁ avanços na eficácia de reprodução;

⦁ melhora do material genético; 

⦁ aumento da produção de arroba por hectare e ano; 

⦁ qualidade da carne produzida. 

⦁ proporcionar maior sustentabilidade no processo produtivo.

De modo geral, é a pecuária de precisão que faz com que a produção escale e tenha maior qualidade, sem que para isso o custo de produção tenha que ser elevado ou que sejam necessários mais hectares de pasto.

É importante que as tecnologias sejam aperfeiçoadas, pois no futuro espera-se que o desafio com relação à rede de comunicação, a disponibilidade de tecnologias, bem como o investimento, seja acessível a todos os produtores. Isso terá um impacto sobre toda a cadeia produtiva, otimizando inclusive a atuação das equipes que trabalham no campo.

Como colocar a pecuária de precisão em prática?

Por onde e como começar a implementar a pecuária de precisão? Essa é uma questão comum aos produtores que pretendem iniciar o processo de digitalização da sua produção e gestão do rebanho. 

O primeiro passo para modernizar o processo é capacitar a equipe para o uso de ferramentas que fornecerão as informações necessárias para a análise da atividade pecuária. A partir disso, será possível definir quais tecnologias terão mais eficácia, considerando os objetivos de cada propriedade. 

Ordenha robotizada, nutrição por cabeça de gado e balança de precisão do peso são alguns dos exemplos de tecnologias que enviam dados para uma central de gestão administrativa da fazenda. Essas informações permitem prever, por exemplo, a capacidade de produção de leite e o índice de reprodução do gado a partir da análise das células dos animais recém-nascidos. 

Para garantir o alinhamento com o uso de tecnologia, é preciso saber gerenciar as informações obtidas, os indicadores e também os sistemas que serão utilizados para transmitir e armazenar os dados como software de gestão, plataformas mobile, identificação digital do gado etc. Por último, é necessário pensar no processo de tratamento e inserção de dados, afinal, o sistema precisa garantir segurança, precisão e constante atualização das informações. 

Produtividade, economia e inteligência no campo

O mercado tem focado em lançar ferramentas cada vez mais avançadas e precisas no que diz respeito à pecuária de precisão. Contemplar todo o sistema agropecuário, por meio de soluções modernas e avançadas é uma preocupação da Bosch. Em 2017, foi lançada a Plataforma de Pecuária de Precisão Bosch, que permite ao produtor monitorar com exatidão o peso do gado — e isso faz toda a diferença.

Plataforma Bosch Pecuária Precisão

Funcionamento da Plataforma de Pecuária de Precisão Bosch

A Plataforma de Pecuária de Precisão Bosch trabalha da seguinte maneira: uma plataforma de pesagem que funciona tanto para confinamento quanto para pastos, é posicionada em uma estrutura de cerca que permite o acesso dos animais a algum recurso essencial, como a água e/ou o alimento. Cada bovino usa um brinco eletrônico que o identifica e se comunica com o sistema. Toda vez que o animal atravessa a área, seu peso é registrado.

Com a tecnologia, o ganho de peso do gado é monitorado de forma constante e precisa. Já em modelos tradicionais, pelo contrário, os animais são pesados na saída do confinamento ou no pasto, geralmente duas vezes ao ano (nas

vacinas) ou por amostragem, num processo que ainda pode provocar acidentes no colaborador ou no bovino, além disso estresse lesões podem comprometer a qualidade de sua carne.

A Plataforma de Pecuária de Precisão Bosch utiliza tecnologias como Internet das Coisas, coleta e gera dados para que o produtor acompanhe em tempo real as medidas de cada animal para controlar o rebanho de maneira mais eficaz. 

Monitoramento contínuo

O momento ideal do abate, antes determinado com base no olhar do produtor, ficou mais preciso com a solução Módulo Performance da plataforma da Bosch. Ela gera dados diários que ajudam o pecuarista a conhecer e a entender a performance do gado, o que evita desperdício de tempo e de recursos.

Outra vantagem é que o monitoramento frequente traz informações sobre a saúde do animal — por exemplo, uma perda de peso repentina pode sugerir desde falhas na alimentação até uma doença —, permitindo que o problema seja rapidamente corrigido. Confira aqui o vídeo sobre a prática!

Plataforma móvel

O novo modelo móvel promete otimizar ainda mais o uso de um só sistema, já que a plataforma poderá, por exemplo, ser posicionada em um lote a cada semana, no período de um mês. Dessa forma, o pecuarista terá informações mensais de um grande número de animais.

Para saber mais sobre essa solução inteligente que usa a Internet das coisas para facilitar a vida do pecuarista, acesse a página da Plataforma de Pecuária de Precisão Bosch.

Interessado nas soluções Bosch para o Agronegócio?

Compartilhe isso no: