Eficiência Energética

Eficiência energética para melhorar a qualidade do ar

5 minutos

Desequilíbrio do clima, aumento das temperaturas, poluição do ar, derretimento das calotas de gelo, acidificação dos oceanos, doenças respiratórias, cardiovasculares e muito mais. Os efeitos das altas taxas de dióxido de carbono (CO2) na atmosfera já são bastante conhecidos. Mesmo assim, as concentrações desses gases não param de crescer. De acordo com a Organização Meteorológica Mundial (OMM), o efeito estufa atingiu um novo recorde em 2018.

custo da poluição mundial e dados sobre população e ar limpo

No Brasil, segundo o último relatório do Balanço Energético Nacional (BEN), o setor industrial é responsável por 37,5% do consumo de eletricidade no país, superando todos os outros setores, inclusive o comercial e residencial. Este cenário pede medidas drásticas e rápidas do setor produtivo, antes que seja tarde demais.

O uso correto de energia elétrica é responsabilidade de todos!

No país, o consumo de energia elétrica deverá crescer 2,2% ao ano até 2040. A média global para o mesmo período é estimada em 1,2% ao ano (Fonte: Grupo BP). Veja algumas dicas para melhorar a eficiência energética em sua casa:

racionalize o uso de equipamentos que consomem muita energia

A Bosch, comprometida com o meio ambiente e com o futuro das novas gerações, tem a eficiência energética como um dos seus mais importantes pilares. Neste sentido, a empresa definiu o objetivo de ser mundialmente neutra em emissões de carbono até 2020 dentro da sua cadeia produtiva. Portanto, reduzir o consumo e desperdício de energia, desenvolver novas tecnologias e incentivar o uso de fontes de energia limpa são tarefas mandatórias na Bosch em todo o mundo. Os resultados dessas ações já são visíveis. Desde 2007, a empresa reduziu as emissões de carbono em quase 35%. Para que isso se potencialize, a Bosch investirá, até 2030, dois bilhões de euros, sendo 1 bilhão para promover a melhoria da eficiência energética em suas unidades e 1 bilhão de euros voltado para a compra de energia verde renovável, bem como participando de programas e projetos de compensação de carbono.

Alcançando a neutralidade em emissões de carbono.

Ações até 2030 com foco em eficiência energética.

bosch co2 neutralidade em carbono
tipos de ações que ajudam a economizar energia

No Brasil...

O Grupo Bosch, por meio do Programa de Eficiência Energética em parceria com a empresa de energia CPFL, reduziu o consumo de 483 MWh por ano de energia elétrica ao instalar lâmpadas de LED em um pavilhão fabril na cidade de Campinas. Este número representa menos 58 toneladas de CO2 na atmosfera. Além disso, outras ações com este enfoque são realizadas na planta, o que gera a redução total de 3.600 MWH por ano, reduzindo mais 432 toneladas de CO2. Já na unidade Bosch de Curitiba, a empresa está deixando de emitir mais de 230 toneladas de CO2, resultado da redução de 2.000 MWH por ano de energia elétrica.

Tudo isso foi possível mediante um plano de ação focado na melhoria de processos, otimização do uso de equipamentos, aplicação de inovações tecnológicas, além de mudanças de atitudes dos próprios colaboradores, incentivando ações individuais que façam a diferença, como desconectar aparelhos das tomadas quando não estão em uso, sempre desligar as luzes, investir em lâmpadas mais eficientes etc.

predios usando placas solares

Além da eficiência energética, uma das bases para a neutralização de CO2 é a promoção de geração de energia em suas unidades fabris através de tecnologias como a fotovoltaica. Na unidade de Curitiba mais de 300 painéis já foram instalados gerando o consumo equivalente de 70 residências (140 MWh/ano).

A Bosch sabe que sua atuação global é apenas uma pequena parte do desafio de alcançar a eficiência energética de forma geral e para reduzir as emissões de carbono, mas tem a convicção de que está dando um grande passo, deixando o exemplo para que outras empresas façam o mesmo. Isso, para nós, já é algo de grande valor.

Compartilhe isso no: