AIoT: qual o poder da união entre IA e IoT

AIoT: qual o poder da união entre IA e IoT

A pandemia de Covid-19, as mudanças climáticas e a digitalização já estão mudando as necessidades e desejos das pessoas. O foco é em saúde, sustentabilidade e segurança de dados. Para lidar com essa rápida transformação, a Bosch combina sua experiência em conectividade (internet das coisas - IoT) com inteligência artificial (IA) para desenvolver inovações e gerar novas oportunidades dentro do conceito de AIoT.

Na IoT, conectamos produtos e serviços inteligentes, gerando valor agregado aos nossos clientes. Ao adicionar IA, criamos um ecossistema e nos concentramos ainda mais nas pessoas. Os dados resultantes da utilização de produtos inteligentes e conectados e da interação entre pessoas e máquinas são o fator-chave neste contexto.

O que é AIoT?

O termo AIoT vem da união de inteligência artificial e Internet das Coisas. A ideia é a criação de sistemas que usem o potencial desses dois conceitos para criar soluções inteligentes e sustentáveis para cidades, saúde, indústria, mobilidade, agronegócio e outros – tornando a vida das pessoas mais fácil e segura, as operações mais eficientes, além de melhorar a interação entre homem e máquina, M2M (máquina e máquina) e ganhar mais robustez na análise de dados para a tomada de decisões mais rápidas e assertivas.

Ao vincular a IoT à IA, podemos tirar as conclusões certas de grandes quantidades de dados e reagir a eles durante o processo de engenharia do produto em segundos. Aprendemos com os dados e, portanto, podemos melhorar soluções e serviços continuamente.

A AIoT torna possível desenvolver novos produtos com mais rapidez e ao mesmo tempo otimizá-los, por exemplo, usando atualizações over-the-air (se trata da distribuição de atualizações sem o contato físico com o dispositivo) ou adicionando novas funções.

Ao usar dados como base para otimizar e personalizar produtos, a necessidade de cuidar da privacidade e segurança são fundamentais para construir confiança em soluções baseadas em AIoT.

Qual é a relevância da AIoT?

A AIoT é útil em diferentes áreas, seja na vida de cada pessoa individualmente, seja na rotina corporativa de diferentes setores, como indústrias, prestadoras de serviços, varejos e outros tipos de negócios.

Vale destacar também que facilidade e segurança são duas das vantagens mais relevantes que a AIoT proporciona. Ademais, há diversas possibilidades de personalização de aplicações dessa tecnologia para cada demanda e sua usabilidade não se resume apenas à indústria.

Como a Internet das Coisas e a Inteligência Artificial se complementam?

A AIoT objetiva criar sistemas que combinem o potencial Inteligência Artificial e Internet das coisas para desenvolver tecnologias e soluções inteligentes, eficientes e focadas nas necessidades dos consumidores e dos negócios.

Outra informação relevante é que, enquanto sistemas IoT são projetados para reagir a determinadas situações, a AIoT detecta variáveis e falhas de forma proativa. Juntas, a IA e IoT se fortalecem, assim, uma tecnologia com AIoT é capaz de se autocorrigir, autoconsertar, se adaptar e se aprimorar continuamente.

Por que investir em AIoT?

O investimento em AIoT vem aumentando de forma considerável com o passar dos anos e a pesquisa Artificial Intelligence of Things: AIoT Market 2020-2025 (que traz informações de diferentes países sobre o assunto) prevê que ele alcançará US$ 65,9 bilhões até 2025, crescendo a uma taxa de 39,1% CAGR (Taxa de Crescimento Anual Composta).

De acordo com a Raconteur - empresa que produz análises aprofundadas, infográficos e relatórios para líderes de negócios - 82% dos executivos aumentaram os investimentos em IoT nos últimos anos, enquanto 47% dos mesmos entrevistados continuaram investindo na área mesmo durante o período de pandemia.

Quanto à IA, a International Data Corporation (IDC) - que fornece dados globais sobre o mercado de Tecnologia da Informação, IA, telecomunicações, serviços de consultoria, entre outros - projeta que os investimentos no Brasil chegarão a um total de US$ 464 milhões em 2021, um crescimento de 30% em relação ao ano de 2020.

Os mesmos dados mostram que esse resultado será alcançado graças à popularização e ao avanço de outras inovações,

como o 5G, realidade estendida, computação em borda, utilização de Blockchain, Decisão ou Dados como Serviços, sendo essa última uma tecnologia que fornece informações mais exatas para que os gestores baseiem suas decisões estrategicamente, evitando que elas sejam tomadas de acordo com "achismos" ou suposições.

Isso significa que há um grande mercado em que a AIoT pode se expandir e qualquer pessoa ou empresa pode se aproveitar dessa tendência ao investir nela. É importante buscar as novidades que surgem graças a essa tecnologia ou investimentos que estão atrelados ao desenvolvimento de AIoT.

Uma outra maneira é firmar parcerias com empresas que realizam pesquisas em AIoT – como a Bosch – para criar aplicações em diversas áreas, entre elas mobilidade, logística e agronegócios, além de evoluir o setor industrial de forma geral e utilizá-las para maximizar sua competitividade no mercado.

Como a AIoT vem sendo utilizada?

Diferente do que muitos acreditam, a AIoT já está presente no dia a dia de pessoas e empresas. Confira alguns de seus usos atuais e tendências que podem surgir em um futuro próximo.

Como a AIoT vem sendo utilizada?

Smartphones

Por meio do reconhecimento de voz, é possível pedir ao seu smartphone que faça uma pesquisa ou até mesmo uma ligação. Essas são as tarefas realizadas pelos assistentes virtuais como a Siri ou o Google Voice.

E-mails

Hoje, o seu e-mail é capaz de reconhecer o que é spam e enviar para o lixo, por meio da análise de certas características, como o uso de determinadas palavras nos remetentes entre outros.

Redes Sociais, Streaming, Websites

O sistema de recomendação de filmes e séries, como acontece na Netflix ou mesmo de vídeos no Youtube, conta com técnicas da IA. Assim, é gerado um padrão com as informações dos tipos de filme, série ou vídeo que você normalmente assiste e, dessa forma, faz indicações personalizadas na sua página inicial de acordo com o modelo dos seus gostos pessoais.

Esse método também é utilizado pelo Spotify para sugerir músicas e pelo Facebook para distribuir os posts.

Indústrias

Indústrias

As aplicações são ainda mais amplas quando se trata de manufatura, seja elas de pequeno, médio e grande porte. Quem gerencia um negócio poderá aumentar sua eficiência, produtividade, economizar recursos e minimizar a emissão de CO2.

Substituição de robôs AGVs

Veículos Guiados Autônomos (AGVs ou Automated Guided Vehicles) são robôs usados para mover e transportar itens em ambientes de produção, armazéns, centros de distribuição e locais relacionados sem controle manual ou sistema de transporte permanente. O objetivo dessa tecnologia é melhorar a eficiência dessas atividades sem precisas de grandes investimentos.

No entanto, os AGVs efetuam rotas e ações predefinidas, por isso, não têm autonomia para decidir como lidar com obstáculos em suas rotas, por exemplo. Quando eles encontram algum problema ficam parados aguardando ordens ou até que a rota fique livre.

Com a utilização da AIoT, esses robôs se tornam ainda mais eficientes. Quando eles se depararem com obstáculos (como uma pessoa ou objeto), serão capazes de fazer uma análise da situação e tomar suas próprias decisões, desviando da obstrução e retomando sua rota original. Além disso, após passar pela mesma situação diversas vezes, o robô melhorará suas decisões e fará com que elas sejam mais vantajosas. 

Veículos autônomos 

A mesma lógica dos robôs autônomos será aplicada aos veículos autônomos, que são aqueles que não precisam de condutores, pois é o próprio sistema que toma as decisões no trânsito.

Também chamado de carro do futuro, essa é uma utilidade que está cada vez mais perto de se tornar realidade, pois vem sendo testado e aprimorado por diferentes empresas desde 2015. 

Veículos equipados com AIoT dirigem de forma defensiva, fazendo com que as rodovias e áreas urbanas se tornem seguras para os pedestres, outros veículos e ciclistas. Além disso, o sistema terá um tempo de reação mais curto que um humano. Por exemplo, caso o veículo identifique um obstáculo na via, ele será capaz de frear mais rapidamente que qualquer pessoa. 

Como a AIoT se alia a outras tecnologias?

A AIoT também pode ser aplicada juntamente a outros aparelhos, sistemas, equipamentos e utensílios do dia a dia das pessoas para ampliar ou melhorar suas funcionalidades. A seguir, conheça algumas soluções da Bosch.

Como a AIoT se alia a outras tecnologias?



Indego - Inteligência artificial que facilita o cuidado de gramados

O Indego – robô cortador de grama da Bosch - consegue reconhecer obstáculos no seu trajeto e avalia dados internos (fluxo do motor, velocidade, direção e aceleração) e externos, como tamanho do jardim e condições do tempo.

Graças à utilização de AIoT, o Indego maximiza a satisfação de seus usuários. Como aparar a grama é uma atividade que costuma levar bastante tempo, aderir à tecnologia permitirá que você tenha mais tempo para se dedicar ao lazer, à família ou ao trabalho.



Por meio do sistema chamado LogiCut, o Indego calcula a rota mais eficiente para aparar a grama, minimizando o gasto com energia, além de permitir que o cortador saiba onde ainda tem grama. A direção em que ela é cortada também será diferente em cada sessão, eliminando traços dos cortes anteriores e deixando o jardim com aspecto natural.

Se a tecnologia estiver conectada à internet, o SmartMowing usa automaticamente a previsão do tempo para evitar horas em que o clima está desfavorável para realizar a função. Essa tecnologia é ideal para qualquer tipo de casa!

 Visor virtual - segurança e conforto para os motoristas

Visor virtual - segurança e conforto para os motoristas

O visor virtual coloca um dos componentes veiculares internos mais esquecidos no centro das atenções: o quebra-sol. A luz solar acarreta cegueira temporária nos condutores, além de danos a longo prazo na visão, podendo gerar acidentes de trânsito.

O quebra-sol tradicional, apesar de ser útil para lidar com a luz solar, pode bloquear parte da visão dos motoristas. No entanto, o Visor Virtual da Bosch vincula um painel LCD a uma câmera de monitoramento que rastreia a sombra projetada pelo sol no condutor.

A IA escurece apenas a parte da tela em que a luz bate nos olhos do usuário, o restante permanecerá transparente, minimizando o bloqueio da visão do motorista.

Vivalytic - tecnologia inovadora com foco em saúde

Vivalytic - tecnologia inovadora com foco em saúde

O Vivalytic é um dispositivo compacto de análise que permite uma ampla variedade de testes de diagnóstico molecular rápidos (PCR) em um único sistema - totalmente automatizado, intuitivo e confiável. Ele é bastante usado em laboratórios, hospitais, clínicas e outras indústrias de diferentes países (majoritariamente na Europa) que desejam simplificar sua rotina, pois é composto por apenas uma tela, uma entrada para cartucho, um botão e um scanner.

Por exemplo, o teste de coronavírus PCR no dispositivo Vivalytic entrega resultados ainda mais rápidos: laboratórios, consultórios médicos, casas de repouso e hospitais podem avaliar até cinco amostras simultaneamente dentro de 39 minutos – literalmente “tecnologia para vida”.

Graças a esse software, as amostras positivas podem ser detectadas em menos de 30 minutos. O desenvolvimento do sistema Vivalytic deu-se pela colaboração de longa data entre a equipe corporativa de pesquisa da Bosch e sua engenharia avançada, a divisão Bosch Healthcare Solutions e o Hospital Robert Bosch (Alemanha).

Como a AIoT vem evoluindo nos últimos anos?

Unir IA com IoT se tornou possível em razão da evolução tecnológica dos últimos anos, visto que o poder de processamento dos computadores aumentou exponencialmente, houve uma miniaturização de circuitos e uma significante diminuição dos custos na microeletrônica.

Outras tecnologias que influenciam tanto a capacidade do IoT quanto a IA também evoluíram recentemente, como a possibilidade de armazenar grandes bases de dados e conseguir extrair informações de origens estruturadas, a exemplo do Big Data. Ainda há inovações que estão próximas e prometem maior velocidade na conectividade entre os dispositivos, como o 5G.

Além disso, houve uma maior adesão de tendências que unem a IA com a IoT, como wearables (acessórios inteligentes como smartglasses e smartwatches), casas conectadas, entre outros. Isso tudo aumentou a demanda de pesquisa e desenvolvimento de AIoT.

Como a AIoT se relaciona com a experiência das pessoas? 

A AIoT pode transformar a qualidade de vida, tornando-a mais agradável e prática. Em geral, você terá mais segurança e controle de diferentes aspectos de sua vida, o que possibilita desfrutar melhor de seus momentos de lazer e dedicados à família, além de poder concentrar melhor no seu trabalho.

Equilíbrio vida e trabalho

Em razão da automação e da AIoT, pessoas realizarão menos trabalhos manuais e burocráticos em suas rotinas profissionais, o que minimiza o estresse gerado por um longo dia de trabalho. Consequentemente, a tendência é que esses indivíduos conseguirão dormir melhor, desenvolverão menos enfermidades ocasionadas pelo estresse e poderão até mesmo dedicar menos tempo ao trabalho sem prejudicar a sua produtividade, no caso das pessoas que têm liberdade para gerenciar suas horas de trabalho.

Conforto

Até mesmo os momentos que são dedicados aos cuidados pessoais, à família ou sua casa se tornarão mais práticos, já que atividades que são consideradas manuais e demoradas também serão automatizadas.

Um exemplo disso é o Indego, pois ele automatiza a tarefa de cortar a grama da forma mais eficiente, econômica e segura. Assim, ao chegar em sua casa, poderá dedicar mais tempo ao descanso ou uma atividade lazer que você mais gosta.

Segurança

O visor virtual traz mais segurança ao dia a dia. Seja para quem gosta de viajar ou usa o carro apenas para ir e voltar do trabalho, ele bloqueará a luz do sol sem prejudicar sua visão de trânsito, o que preserva sua visão a longo prazo, contribui para redução de estresse e minimiza chances de acidentes.

Saúde

Saúde e bem-estar é uma das preocupações mais relevantes para grande parte das pessoas. No entanto, é preciso realizar check-ups e exames laboratoriais constantes para monitorar os diferentes aspectos de seu corpo. Com o Vivalytic, será possível ter resultados de exames de forma mais rápida e ágil, permitindo que consultas mais frequentes ao médico sejam viáveis.

Por que a Bosch está investindo em AIoT?

Os investimentos da Bosch em transformação digital são contínuos e fundamentais para a competitividade dos negócios, além de estar diretamente ligado à estratégia da empresa que é se tornar uma líder global em AIoT - Inteligência Artificial aliada com a Internet das Coisas.

É por meio da AIoT, com os dados coletados, que coisas conectadas se tornam inteligentes e isso está alinhado ao objetivo da Bosch de criar “Tecnologia para a vida” e melhorar a qualidade do dia a dia das pessoas, proporcionando mais tempo, segurança, eficiência, saúde, sustentabilidade e conforto, por exemplo.

Atualmente, a Bosch está entre as 20 empresas globais em pesquisa de IA em diferentes áreas de atuação. E mais: uma das metas da empresa é disponibilizar, até 2025, inovações para uma vida conectada com produtos e soluções que tenham IA ou que sejam desenvolvidos ou produzidos com ajuda da IA.

Além disso, a empresa utiliza sua expertise de tecnologia de sensores, softwares e serviços para moldar o mundo conectado e criar novos negócios.

Sensores MEMs - blocos de construção do mundo conectado

Produtos digitais, como relógios inteligentes, jogos de videogame, tablets, drones, robôs aspiradores e smartphones contam com sistemas microeletromecânicos — ou sensores MEMs — que detectam mudanças térmicas, mecânicas, químicas, magnéticas e outras. A Bosch tem participação ativa nessa tecnologia, pois já produziu mais de 10 bilhões destes sensores miniatura em sua fábrica de semicondutores na Alemanha, desde 1995.

Curiosidade: Os primeiros sensores MEMS desenvolvidos há mais de 25 anos não eram voltados para tecnologias de casas inteligentes ou para eletrônicos de consumo, mas eram destinados apenas para carros.

Sensores Bosch AIoT

Entre os diferentes benefícios do uso da AIoT, posso citar os ganhos junto à manufatura avançada com processos mais transparentes e inteligentes, capazes de detectar falhas, por exemplo. Os sensores nas máquinas e ferramentas permitem uma melhor visualização da cadeia produtiva e, com isso, as decisões de produção, logística, cadeia de fornecimento e manutenção ocorrem de forma mais ágil e segura, garantindo redução de custos, aumento de produtividade e de competitividade

Besaliel Botelho, presidente da Robert Bosch América Latina

Centros de inteligência

A competência em IA é tão imprescindível para o desenvolvimento de soluções que prometem transformar o modo como as pessoas interagem com diferentes segmentos que, desde 2017, a organização conta com seu próprio Centro de Inteligência Artificial (BCAI) para conduzir pesquisas e identificar oportunidades para IA aplicadas aos produtos e serviços da Bosch.

Com escritórios na Alemanha, China, Índia, Israel e Estados Unidos, a equipe do BCAI tem fortes laços com a comunidade acadêmica a fim de gerar impacto no mundo em vários setores, como manufatura (Indústria 4.0), engenharia, mobilidade, segurança, serviços, agronegócios, mineração e logística. Na América Latina, a Bosch também conta com um time de especialistas focados em inteligência artificial, machine learning e computer vision para apoiar tecnologicamente no desenvolvimento de soluções inovadoras na região.

Como a Bosch se relaciona com a AIoT?

A Bosch tem tecnologias e soluções AIoT que impactam o modo como as pessoas interagem com diferentes segmentos, seja na indústria, na logística, no agronegócio, na mobilidade ou em casa.

Como a Bosch se relaciona com a AIoT?

Indústria: melhoria na interatividade e conexão entre homem e máquinas, tornando as fábricas ainda mais produtivas, modernizadas e automatizadas;

Logística: monitoramento inteligente de cargas que precisam de cuidados especiais;

Mobilidade: soluções que tomam decisões pelo motorista e ajudam a melhorar a segurança dos veículos;

Agronegócio: inovações para aumentar a eficiência no campo;

Mineração: tecnologias para melhorar a produtividade, proporcionar mais eficiência e segurança em todas as etapas do processo da mina, desde a extração até o escoamento;

Casa: produtos conectados que tornam os lares mais inteligentes e automatizados, otimizando o tempo e facilitando a vida das pessoas.

Interessado nas soluções Bosch com AIoT?

Compartilhe isso no: