Ir para o conteúdo principal
Bosch no Brasil

Entenda como a AIoT vem mudando a nossa realidade

internet das coisas

A Transformação Digital vem afetando todos os segmentos, fazendo com que empresas privadas, governos e pessoas repensem a sua relação com a tecnologia. Dentro desse novo cenário, a Internet das Coisas ganhou um amplo espaço, se mostrando uma ótima aliada em muitas áreas.

Chegou a hora de ficar por dentro do assunto e entender como a Internet das Coisas vem mudando a realidade ao redor das pessoas. Boa leitura!

O que é Internet das Coisas?

A Internet das Coisas é algo que está mudando a maneira como as pessoas vivem, se relacionam, trabalham e se deslocam. Apesar de muitas pessoas não terem conhecimento sobre a vastidão do seu alcance, grande parte já teve contato com informações sobre soluções vindas desse conceito, sejam casas e eletrodomésticos mais inteligentes, fábricas mais produtivas ou uma mobilidade fundamentalmente nova.

A Internet das Coisas — ou simplesmente IoT, como é conhecida — não é uma tecnologia unificada, mas todo um conceito que integra o mundo real ao virtual. Para isso, ela reúne e faz uso de um conjunto de diferentes recursos tecnológicos, desde sensores até softwares inteligentes. Ela permite a comunicação entre pessoas, pessoas e coisas e a interação entre as coisas, integrando o mundo real e o virtual.

Pensar em IoT é pensar na utilização de dados que geram informações relevantes e conectam sistemas, produtos e usuários. Portanto, é impossível falar nesse conceito sem associá-lo ao futuro da análise e processamento de dados. O seu uso é o que permite planejar e colocar em prática projetos interconectados, sejam casas, eletrodomésticos, indústrias, carros, cidades ou o que for.

Como ela surgiu?

A Internet das Coisas surgiu nos anos 90, no Reino Unido, quando os varejistas começaram a adotar cartões de fidelidade que continham um chip; esse pequeno dispositivo era habilitado para funcionar via rádio. Trata-se do Radio Frequency Identification (RFID), que servia basicamente para transmitir algumas poucas informações, sem necessitar de fios ou leitores.

Esse recurso foi apresentado a Kevin Ashton, que na época era funcionário da Procter & Gamble (P&G). Ashton tentava descobrir uma maneira de controlar o estoque de mercadorias que era feito nas lojas com os produtos da marca e, ao conhecer o RFID, teve a ideia de adotá-lo para indicar se os itens tinham ou não sido vendidos. Foi assim que os microchips passaram a fazer parte da IoT, dando o pontapé inicial para um sistema de sensores que conectaria o mundo físico à internet.

Bosch e Internet das Coisas

Para a Bosch, a Internet das Coisas aliada à Inteligência Artificial (AIoT) se tornou imprescindível para o desenvolvimento de soluções que prometem transformar o modo como as pessoas interagem com diferentes segmentos, seja a indústria, a logística, o agronegócio, a mobilidade ou a sua própria casa.

AIoT na indústria

men using indutry 4.0 technology

Conexão e interatividade entre homem, máquina e processos são objetivos da Indústria 4.0, que visa tornar o setor mais inteligente, eficiente e preparado para atuar em mercados altamente dinâmicos. Para contribuir com isso, a Bosch desenvolveu, por exemplo:

• Nexeed — software de gestão de desempenho para as linhas de produção que oferece soluções de monitoramento, rastreabilidade e controle de processos em tempo real;

• Data Collector — sistema desenvolvido para analisar dados e implementar melhorias na manufatura, corrigindo ocorrências nas linhas de montagem com base no método de medição de tempo;

• ActiveCockpit — plataforma de comunicação interativa que apresenta dados em tempo real para análise e identificação de problemas na linha de produção.

AIoT na logística

iot na logistica

Um dos fatores que influenciam muito a qualidade de produtos sensíveis ou perecíveis é a temperature e umidade durante o transporte da carga.

A Bosch desenvolveu para a indústria o monitoramento inteligente da cadeia fria: uma solução de AIoT que permite a visibilidade completa das condições da carga durante todas as etapas da cadeia logística, assegurando a qualidade do produto até a ponta e fazendo com que as empresas cumpram importantes marcos regulatórios.

A central de monitoramento e controle operacional atua 24 horas por dia, 7 dias por semana. Dessa forma, os agentes estão sempre atentos ao processo, permitindo que decisões assertivas sejam tomadas de forma rápida frente aos indícios de eventos irregulares, como excursões de temperatura e umidade, a fim de assegurar a qualidade do produto até a ponta.

AIoT na mobilidade

internet das coisas na mobilidade

A mobilidade também está entre os focos da Bosch, que desenvolve soluções que vão desde avisos simples de que está na hora de realizar a manutenção preventiva do veículo (com opção de agendamento ao apertar de um botão) até estacionamentos conectados.

Com o Connected Repair, é possível conectar as oficinas mecânicas ao histórico de manutenção do veículo e às principais informações do fabricante. Além disso, todos os equipamentos Bosch disponíveis na oficina ficam conectados, coletando dados para sistemas interligados. Isso permite que o mecânico tenha acesso a qualquer informação do veículo, em qualquer estação de trabalho.

O Estacionamento Conectado e Autônomo também é uma solução Bosch. Trata-se de uma rede que simplifica a busca por uma vaga disponível seja na rua ou em locais fechados, reduzindo o stress do usuário, já que ele não precisa ficar rodando até localizar o espaço ideal para estacionar seu veículo. Isso contribui para uma maior fluidez do tráfego, gera economia de combustível e diminui a emissão de CO2.

Outra solução é a Interface Homem-Máquina (HMI). Por meio de uma série de funções integradas e conectadas, o HMI permite que o veículo se torne um “acompanhante” informando sobre as condições do trânsito à frente e até mesmo ajudando a evitar sonolências e definindo preferências pessoais.

AIoT na Mineração

iot na mineração

A Bosch vem pensando e desenvolvendo recursos inclusive para aquelas áreas mais remotas e adversas, como as minas de extração. Nesses locais, a coleta e o uso de informações aceleram a resolução de diversas situações, ajudando na tomada de decisões mais assertivas, preservando equipamentos e otimizando o uso de meios de transporte.

O Smart Conveyor é um sistema de manutenção preditiva que auxilia no monitoramento da temperatura dos rolos da correia transportadora, por meio de sensores. Dessa forma, ele alerta sempre que ocorre um comportamento anormal, evitando incêndios, rupturas da correia ou sobrecargas.

Já a solução Smart Lockout é um inovador sistema de segurança desenvolvido pela Bosch para reduzir o tempo de bloqueio de energia no processo de manutenção.

Por meio desta tecnologia, é possível evitar o deslocamento da equipe entre o ponto de bloqueio e o de trabalho, otimizando o tempo do processo e agilizando a retomada das operações

A Bosch também desenvolveu o Smart Feeder, que é uma válvula de isolamento automatizado de silos e chutes minerais com atuação de um ou dois obturadores acionados por um sistema hidráulico inteligente, que garante interromper o fluxo de minério em qualquer situação de operação. Por meio de acionamento remoto ou local, a tecnologia consegue controlar o fluxo de minerais e eliminar qualquer necessidade de intervenção humana em locais de elevado risco à segurança dos operadores.

AIoT no agronegócio

internet das coisas no agronegocio

No agronegócio, são diversas soluções desenvolvidas pela Bosch a partir da Internet das Coisas, como:

pecuária de precisão — uma solução de IoT desenvolvida no Brasil, que visa analisar a performance do gado de forma dinâmica e individual dentro do seu habitat natural e sem a necessidade de transportá-lo para o curral;

plantio inteligente — combinação entre inteligência de software e componentes de produção automotiva de larga escala que atribui mais inteligência ao maquinário agrícola;

pulverização inteligente — algoritmos que diferenciam com precisão as ervas daninhas das culturas plantadas, aplicando herbicidas somente onde é necessário. Mais inteligência, economia e produtividade para o campo!

AIoT em Casa

IoT em Casa

A Bosch também conta com um extenso portfólio de produtos IoT para as casas. Entre as diversas funcionalidades estão o controle de iluminação, entretenimento e equipamentos inteligentes de jardinagem. Para isso, já foram estabelecidas dezenas de parcerias para levar cada vez mais funcionalidades inteligentes para as residências.

A Internet das Coisas é, sobretudo, um meio para que as pessoas, as empresas e as instituições públicas, por exemplo, galguem novos passos em termos de conectividade, eficiência, monitoramento e controle das suas atividades. Esse é apenas mais um dos recursos disponíveis que estão ajudando a construir um futuro mais inteligente, com menos desperdícios e mais sustentabilidade.

Agora que você já está por dentro do que é Internet das Coisas, continue lendo outros conteúdos da Bosch no site!

Interessado nas soluções Bosch para o AIoT?

Compartilhe isso no: