Ir para o conteúdo principal
Bosch no Brasil

Flexibilidade no trabalho: como ela se conecta com a produtividade?

Flexibilidade no trabalho: como ela se conecta com a produtividade?

Com o passar do tempo, é preciso repensar modelos antigos e abrir espaço para as novidades trazidas pela tecnologia e transformação digital. É também importante levar em conta o desenvolvimento profissional e individual de cada um.

Não importa se é um hobby, um envolvimento comunitário, uma viagem ao exterior ou um complemento de estudos — sempre existe uma maneira para as coisas se encaixarem nos ciclos da sua vida.

A flexibilidade do trabalho é uma tendência, um “novo” normal, que traz diversos benefícios tanto para organização quanto para o colaborador. Como empresa, estamos aptos para continuar nossa jornada de sucesso incentivando a diversidade e garantindo um ambiente de acordo com os diferentes perfis de nossos colaboradores.

Qual é a importância de equilibrar a sua vida?

Flexibilidade no trabalho

Entre as metas do Objetivo de Desenvolvimento Sustentável (ODS) nº 8, que visa ao alcance integral do potencial de todas as pessoas no que diz respeito ao trabalho, pode-se destacar o intuito de promover o crescimento inclusivo e sustentável, o emprego pleno e produtivo e o trabalho decente a todos.

Por mais de 130 anos, a Bosch oferece aos profissionais a oportunidade de moldar o futuro: encorajando os colaboradores a serem eles mesmos e a verem a diversidade como um estímulo. Além disso, é trabalhado o equilíbrio saudável entre os seus objetivos pessoais e profissionais. Dessa forma, consegue-se promover a criatividade e a satisfação.

A empresa também acredita nas inovações como ferramentas que melhoram a vida das pessoas. Para isso, é oferecida aos colaboradores a flexibilidade em suas jornadas. Vagas inclusivas e modelos de trabalho flexíveis possibilitam um ambiente corporativo com mais diversidade e geram crescimento econômico.

Quais ações da Bosch contribuem para esse equilíbrio?

Robert Bosch entendia a importância de proporcionar um ambiente de trabalho agradável. Por sempre buscar melhores condições para os colaboradores, ele era capaz de estimulá-los a explorarem o potencial máximo deles.

Muito mais do que assalariados, Robert Bosch sempre buscou tratar os profissionais como colaboradores. Mesmo sendo incomum à época, benefícios trabalhistas já eram ofertados pela empresa. Por exemplo, plano de saúde, férias, entre outros.

Robert Bosch

Antes do trabalho, o trabalhador

Robert Bosch (1861-1942)

Mas o que a Bosch tem feito para estimular esse equilíbrio no ambiente de trabalho?

Modelos de trabalho flexíveis

Uma das ações da Bosch que visa a tornar o ambiente de trabalho mais agradável é possibilitar a cada colaborador a definição, junto à sua equipe e gestor, do melhor método de trabalho.

Home Office preponderante ou eventual

Entre as novas modalidades oferecidas com estão o home office preponderante – que é o trabalho realizado por mais de 50% da jornada semanal ou mensal na residência do colaborador e também a modalidade eventual, que é o trabalho realizado eventualmente via home office. Ambas agregam flexibilidade de horário e organização do dia a dia de acordo as preferências individuais e as demandas a cordadas e planejadas junto ao gestor e ao time.

Jornada parcial de trabalho

Pensando no bem-estar pessoal dos colaboradores, a Bosch oferece o trabalho de meio período, em alinhamento junto a gestão. Trata-se de uma jornada de trabalho reduzida em comparação ao horário de trabalho normal aplicado na localidade. Este contrato segue um regime especial da legislação, considerando um parâmetro semanal de horas a serem trabalhadas.

Turnos administrativos

O Turno Administrativo é uma modalidade que permite flexibilidade (mensal) do horário da jornada de trabalho, conforme necessidade do colaborador, através da escolha de turnos pré-estabelecidos para cada localidade, desde que acordados com gestor da área.

Ambiente de trabalho agradável

Além disso, a Bosch faz questão de construir um ambiente de trabalho agradável e inclusivo para todos os colaboradores. Um local que estimule a inovação a partir da liberdade e a criatividade de cada um. Seja em casa, seja no escritório, o importante é todos se sentirem confortáveis com as suas funções e satisfeitos dentro de suas rotinas. Em complemento a isso, temos um programa que visa proporcionar aos colaboradores através de diversas iniciativas, a prevenção e cuidados com a saúde.

Como a diversidade transforma o nosso ambiente de trabalho?

Quando destacado o estímulo aos profissionais para alcançarem o seu potencial máximo de trabalho, o foco está nas competências individuais de cada colaborador, e não em suas limitações.

Valorização de competências individuais

Não basta apenas incentivar os colaboradores a serem eles mesmos. A Bosch também trabalha no intuito de criar um espaço no qual todos, com suas particularidades, sintam-se à vontade. Nos ambientes de trabalho, são reunidos profissionais de diferentes gêneros, países, gerações e identidade sexual. É esse o tipo de conexão considerado o ideal para gerar inovação.

Além disso, é preciso repensar os modelos antigos de trabalho e abrir espaço para a diversidade e inclusão, identificando os pontos fortes de cada um e a melhor maneira de colocá-los em prática. A ideia é criar um ambiente acolhedor e capaz de potencializar os pontos positivos dos profissionais.

Os colaboradores são encorajados a serem eles mesmos e a verem a diversidade como um estímulo. A Bosch trabalha de modo a permitir que eles atinjam o equilíbrio saudável entre os seus objetivos pessoais e profissionais. Assim, a empresa consegue promover a criatividade e a satisfação.

Suporte à inovação e produtividade

São as ferramentas e soluções que surgem para permitir, por exemplo, o trabalho remoto ou flexível a quem assim preferem. As inovações, portanto, podem melhorar a vida das pessoas fora e dentro do ambiente de trabalho — e é essa a ideia da Bosch. Seja economizando recursos, seja otimizando a rotina de trabalho.

Criar um ambiente de trabalho flexível é fundamental às empresas que desejam estimular a produtividade e o alto rendimento. Quanto mais satisfeitos em relação às suas funções e aos seus métodos de trabalho, maiores são as chances de criar um fluxo que resulte em números satisfatórios para atingir objetivos da sua equipe, do seu setor ou da companhia em geral.

Na entrevista a seguir, Gastón Diaz Perez, presidente da Robert Bosch América Latina, falam sobre as novidades da organização no que diz respeito às jornadas flexíveis de trabalho nas unidades do Brasil.

Gastón, qual o propósito desta mudança?

A pandemia trouxe mudanças em vários aspectos e, no que se refere às formas de trabalho, não seremos completamente iguais ao que éramos antes, inclusive na forma como trabalhamos e como colaboramos no dia a dia.

Assim, nosso intuito é proporcionar mais flexibilidade aos colaboradores para seguirem trabalhando de casa mesmo após o fim da pandemia, desde que suas atividades possam ser realizadas à distância.

Gastón Diaz Perez, CEO e presidente da Robert Bosch América Latina. 

Gastón Diaz Perez

CEO e presidente da Robert Bosch América Latina. 

"Nossa empresa tem a necessidade de ser mais flexível e olhar para a as mudanças como oportunidades com foco nas pessoas e em seus diferentes perfis, além, é claro, da importância de trabalhar por um propósito, sempre alinhado aos valores e cultura da nossa organização."

E por que esta mudança está sendo feita agora?

Nossa empresa tem a necessidade de ser mais flexível e olhar para a as mudanças como oportunidades com foco nas pessoas e em seus diferentes perfis, além, é claro, da importância de trabalhar por um propósito, sempre alinhado aos valores e cultura da nossa organização. Neste sentido, a nova instrução de trabalho de jornadas flexíveis da Bosch considera estes aspectos e abrange um contexto mais amplo, bem como atende tanto o interesse da empresa como dos colaboradores, a fim de gerar mais autonomia, flexibilidade, atratividade e competitividade.

Gastón, quais são as vantagens que a nova instrução de trabalho de jornadas flexíveis possibilita ao colaborador?

Entre as modalidades oferecidas com esta nova instrução de trabalho está o home office preponderante – que se caracteriza pelo trabalho realizado por mais de 50% da jornada semanal ou mensal na residência do colaborador ou endereço declarado por ele (dentro do território brasileiro). Além da modalidade de home office eventual, que se caracteriza pelo trabalho realizado eventualmente (menos de 50% da jornada semanal ou mensal), fora das dependências físicas da empresa. Cada uma tem suas particularidades, mas ambas agregam flexibilidade de horário e o colaborador poderá organizar o seu dia de acordo com sua preferência e demandas acordadas e planejadas junto ao gestor e ao time. Somado a isso, estes formatos estão em linha com os princípios do We Lead Bosch, como: autonomia, flexibilidade, responsabilidade e confiança.

Ademais, dentre as vantagens estão a versatilidade, pois traz uma liberdade para trabalhar de casa e o foco será na entrega e não apenas na presença. Além disso, pode trazer mais produtividade, pois permite menos interrupções ou distrações. Também é socialmente responsável, pois gera menos trânsito e é humanizada, porque possibilita, por exemplo, mais tempo com a família e privacidade no dia a dia.

É lógico que tanto o colaborador como o gestor devem conversar sobre o tema e fazer uma análise crítica conjunta para a tomada de decisão, considerando as premissas e regras definidas.

Agora que você já sabe como a flexibilidade no ambiente de trabalho contribui diretamente para a criação de um nível de produtividade elevado, compartilhe este conteúdo com os seus amigos e outros colegas de trabalho.

Mudar atitudes nos conecta com uma vida melhor!

Compartilhe isso no: