Ir para o conteúdo principal
Bosch no Brasil

Inteligência Artificial e o mercado de trabalho: como se preparar

Inteligência Artificial e o mercado de trabalho: como se preparar

A revolução causada pela transformação digital pode ser facilmente notada em várias áreas da sociedade, e isso traz impactos diretos para a vida profissional das pessoas. A relação entre tecnologia e mercado de trabalho se torna cada vez mais íntima e aponta algumas habilidades fundamentais para o novo contexto.

As mudanças apresentadas pela revolução tecnológica dizem respeito à digitalização de vários processos, utilizando diversos recursos que estão sendo cada vez mais aprimorados, como é o caso da Inteligência Artificial (IA) e da Internet das Coisas (IoT), por exemplo.

Diante dessa situação, o que fazer para se adaptar às mudanças tecnológicas e se preparar para o mercado de trabalho do futuro? Acompanhe este artigo e veja como esse processo já está acontecendo!

Entenda quais são as habilidades necessárias para se destacar no mercado do futuro

Muitas revoluções industriais ocorreram na história da humanidade. No século XXI, a modernização de várias ferramentas digitais contribuiu para o surgimento de mais um desses movimentos, conhecido como indústria 4.0.

É com base nisso que o mercado de trabalho passou a sofrer alterações, a fim de integrar mais tecnologias em variados processos, além de se adaptar ao ritmo no qual a era digital se atualiza. Consequentemente, algumas funções precisaram se reinventar para atender às novas demandas.

É necessário ter em mente que várias atividades profissionais precisam passar por um processo de adaptação, a fim de que as novas demandas do mercado de trabalho sejam atendidas. Senso assim, algumas habilidades profissionais se destacam nesse novo contexto. A seguir, confira quais são as competências que trazem um diferencial aos profissionais do novo mercado de trabalho integrado aos avanços tecnológicos!

Entenda quais são as habilidades necessárias para se destacar no mercado do futuro

Proatividade

Proatividade é ter a iniciativa de resolver problemas, antecipar soluções e ter uma visão focada no futuro. Essa é uma das habilidades mais valorizadas no mercado de trabalho, e os profissionais que conseguem demonstrar essa competência têm à sua disposição ótimas oportunidades.

No contexto tecnológico, a proatividade ajuda a acompanhar as tendências e incentiva a curiosidade de aprender a utilizá-las. Além disso, essa habilidade contribui consideravelmente para a criatividade. 

Inovação

Outra competência muito necessária quando o assunto é tecnologia e mercado de trabalho é a inovação. Aproveitar as ideias de forma produtiva é um aspecto profissional muito valorizado nos mais diversos setores.

Vale ressaltar que a inovação não consiste apenas em propostas que nunca foram colocadas em prática, mas sim em novas perspectivas. Desse modo, o que faz com que uma ideia se torne inovadora é a maneira como é abordada,

levando em consideração o melhor aproveitamento das ferramentas disponíveis atualmente, como IA e IoT, Machine Learning, entre outras.

Flexibilidade e resiliência

Flexibilidade e resiliência são dois termos que se destacam muito no mercado de trabalho atual. Ambos dizem respeito à adaptação a novos contextos, o que faz todo o sentido no período de transformação digital.

Enquanto a flexibilidade está relacionada com a capacidade de se adaptar a novas situações, a resiliência ajuda a se manter firme, mesmo diante dos desafios e adversidades que surgem pelo caminho.

Essas habilidades juntas são complementares para a implementação dos recursos tecnológicos, uma vez que promovem a criação de novas ideias e ajudam também no desenvolvimento de outras competências importantes no atual contexto.

Por esse motivo, a flexibilidade e a resiliência também mostram a importância de apostar na educação como estratégia para superar os desafios trazidos pela transformação digital ao novo mercado de trabalho.

Confira os desafios e como alcançar o sucesso da liderança na época da inteligência artificial

Confira os desafios e como alcançar o sucesso da liderança na época da inteligência artificial

Com a Inteligência Artificial, processos que são trabalhosos, repetitivos e que envolvem uma grande quantidade de tempo podem ser otimizados, o que é uma ótima vantagem para uma liderança de qualidade.

No entanto, a implementação da tecnologia correta não é um processo fácil. Um dos principais desafios é a escolha das soluções mais adequadas para as necessidades da empresa, o que envolve um planejamento estratégico e eficaz.

Além disso, a capacitação dos profissionais é outro desafio, para que toda a equipe possa ter um trabalho produtivo e gerar maiores resultados.

Entenda como a AIoT na Bosch se relaciona com as pessoas

Entenda como a AIoT na Bosch se relaciona com as pessoas

A Bosch considera a inteligência artificial uma tecnologia chave. Até 2025, o objetivo é que todos os produtos da empresa contenham IA ou tenham sido desenvolvidos ou fabricados com sua ajuda.

Para isso, a empresa está investindo em mentes inteligentes, infraestrutura e condições adequadas. A Bosch pretende treinar 20 mil colaboradores em IA até o final de 2022.

Uma alavanca importante aqui é seu centro de pesquisa e desenvolvimento para inteligência artificial – BCAI – que apenas três anos após a sua criação recuperou o seu investimento inicial: a sua contribuição para o resultado agora chega em torno dos os 300 milhões de euros.

A principal preocupação da empresa é a IA industrial – em outras palavras, a conexão entre a inteligência artificial e o mundo físico. A Bosch tem excelentes perspectivas nesta área.

Centro de pesquisa e desenvolvimento para inteligência artificial (BCAI)

O BCAI foi fundado no início de 2017 para implantar tecnologias de IA de ponta em produtos e serviços da Bosch.

A missão é alcançar uma posição de liderança para a Bosch em IA, atraindo os melhores talentos, conduzindo pesquisas de diferenciação e aplicando IA para a transformação da Bosch em uma empresa de IoT orientada para IA.Atualmente, o centro possui mais de 270 especialistas em IA de diferentes localidades: Alemanha (Renningen, Tübingen), Estados Unidos (Sunnyvale, Pittsburgh), Índia (Bengaluru), China (Xangai) e Israel (Haifa). Desde a fundação do BCAI, já foram criadas mais de 264 patentes e artigos foram publicados em cerca de 20 jornais e conferências de primeira linha.

Centro de pesquisa e desenvolvimento para inteligência artificial (BCAI)

Jornada de aprendizagem para o desenvolvimento de colaboradores

Os projetos com aplicação de AIoT (Inteligência Artificial e Internet das Coisas) que a Bosch desenvolve globalmente e também localmente, requerem investimentos em pessoas. Isso tem o objetivo de capacitar os profissionais em competências específicas e difundir o conhecimento relacionado ao assunto nas diferentes áreas de negócios, sempre com foco na criação de produtos e soluções inteligentes.

Atualmente, a Bosch América Latina (RBLA) já conta com colaboradores envolvidos com inteligência artificial (IA) – os cientistas de dados – além de doutorandos na área e especialistas em soluções baseadas em machine learning e computer vision. A crescente demanda de projetos tem estimulado a contratação e a capacitação de gestores e times técnicos, além de já ter divisões que incluíram IA em seu plano estratégico, como a PS. “Visualizamos a IA e a conectividade como peças fundamentais da nossa estratégia de médio e longo prazo. Neste sentido, demos um maior foco recentemente nestes temas e esperamos promover ainda maior protagonismo na nossa região”, comenta Thiago Bastos, responsável da PS-LA por esta área.

“Para a planta de Curitiba, IA é um tema estratégico. Diversos projetos estão sendo realizados e estamos buscando o desenvolvimento da equipe por meio de treinamentos como forma de ampliar essa atuação. Para alavancar esses projetos, desenvolvemos parcerias internas e também externas, com algumas instituições de ensino do Paraná, como a PUC-PR e o Hub de Inteligência Artificial do Senai” destaca Renato Grottoli, responsável pelos projetos de IA na Bosch em Curitiba.

Jornada de aprendizagem

Para estabelecer uma jornada de aprendizagem dentro deste contexto, a Bosch proporciona treinamentos desenvolvidos pela equipe do BCAI (Bosch Central for Artificial Intelligence) e alinhados com a visão da organização para manter os negócios competitivos e sustentáveis, conforme tendências e evolução do mercado. No Brasil, em 2021, mais de 50 colaboradores já foram treinados.

“Fizemos um trabalho forte para adaptar as iniciativas à estratégia da nossa região, tornando o conhecimento acessível para todas as divisões e trazendo resultados palpáveis e imediatos para as áreas. Além disso, temos o propósito de colaborar com o desenvolvimento dos colaboradores de maneira única e customizada, com base no nível de habilidade que eles já têm e até onde eles querem chegar”

Renata Quattrer, consultora de aprendizagem.

De acordo com Jefferson Simoni, gerente de Inovação em AIoT e Digitalização, o objetivo é apoiar tecnologicamente as soluções conjuntas e disruptivas na RBLA.

“Estamos muito contentes em contribuir com a jornada de IA na nossa região e, adicionalmente, agora como membro do grupo mundial de treinadores de BCAI”, comenta Juliano Pierezan, um dos treinadores desta área.

Trilhas de capacitação

Na RBLA, as trilhas de capacitação levam em consideração o perfil de cada profissional e são modulares, sendo compostas por treinamentos teóricos e práticos, bem como por mentorias com especialistas e realização de projetos reais desenvolvidos em paralelo aos estudos.

Para desdobrar o conhecimento, foram definidos treinamentos para a liderança (gestores, líderes de projetos e interessados em conhecer o tema de forma mais ampla), além de cursos técnicos direcionados para quem precisa aprender metodologias para programar IA e fazer prototipagem de soluções de machine e deep learning, por exemplo.

A evolução que vivemos atualmente com a digitalização, a mudança climática e a pandemia Covid-19 tem efeito profundo nas necessidades e desejos das pessoas. O fator crucial é pensar, agir e desenvolver soluções mais rápidas e eficientes – e a AIoT contribui com isso. Isso é tecnologia para a vida.

Quer trabalhar na Bosch? Confira nossas vagas: https://www.bosch.com.br/carreiras/

Interessado nas soluções Bosch com AIoT?

Compartilhe isso no: